O que você precisa saber sobre Sustentabilidade Empresarial?

Definição

Sustentabilidade Empresarial é um conjunto de ações que uma corporação toma, no intuito de respeitar ao meio ambiente e o desenvolvimento sustentável da comunidade que a circunda. Seguindo essa lógica, para considerarmos que uma empresa como sustentável ambientalmente e socialmente, a mesma deve adotar práticas que objetivem seu crescimento econômico, que é a razão de ser da empresa, sem causar danos ao meio ambiente, além de colaborar para o desenvolvimento da sociedade na qual está inserida, por meio de adoção de atitudes éticas.

Porque ela é importante?

Esta modalidade surge quando pensamos em desenvolvimento, quais os tipos de desenvolvimento almejamos e que nível de qualidade de vida iremos deixar para as gerações posteriores. Ter esse pensamento sobre essas questões incentivam as empresas a pensar a sua postura, de modo a poder garantir um mundo melhor e desenvolvido sustentavelmente.

Vale acrescentar que a mesma possui capacidade de modificar positivamente a imagem de uma Empresa ou Corporação junto ao seu mercado consumidor. Uma vez que os problemas ambientais aumentaram, ocasionados pelo crescimento desordenado nas décadas anteriores, houve uma melhor conscientização dos consumidores, em relação à importância de defender o meio ambiente. Dessa forma, cada vez mais consumidores optam por adquirir produtos ou serviços oriundos de empresas ditas sustentáveis.

 “Ué! Mas não é só mais um modismo marketing ambiental? ”.

Não, não é! Além de aproveitar a “onda ambiental”, as empresas se conscientizaram da importância de que as práticas adotadas por ela devem apresentar resultados práticos e significativos, tanto para o meio ambiente, quanto para a sociedade, além dos seus próprios acionistas e investidores, haja vista que vivemos em um regime capitalista.

Quais as vantagens de se adotar práticas empresariais sustentáveis?

  • Economia, reduzindo os custos de produção. Por exemplo, quando se consegue reciclar algum tipo de material no processo produtivo, reaproveitando sobras de matéria-prima, adotando medidas de economia de energia;
  • Adoção de práticas de produção que garantam a total segurança dos colaboradores no ambiente de trabalho, garantindo a sua integridade física e psicológica;
  • Produzir produtos e serviços que não ponham em risco a saúde e a segurança dos seus consumidores.
  • Em função da consciência ambienta, muitas pessoas se sentem orgulhosas e satisfeitas em trabalhar em uma empresa que adota tais práticas.
  • No atual contexto, aquela empresa sustentável não deve, em hipótese alguma, aderir à esquemas de corrupção. Essa atitude seria uma traição da confiança do seu mercado consumidor, haja vista que compactuar com tais esquemas de desvio de recursos públicos representa redução de investimento em áreas importantes para benefício da população, como saúde e educação, por exemplo.
  • Não adoção de forma de discriminação nos certames seletivos de colaboradores, adotando sempre formas justas e respeitando os princípios de igualdade de direitos durante o processo seletivo, além de;
  • Respeitar às leis trabalhistas da nação, remunerando de forma justa e garantindo todos os direitos dos colaboradores.

Além disso, muitas organizações estão criando e implementando projetos ligados à inclusão social e respeito às diferenças. Com essa postura, as empresas estão abandonando o modo individualista de trabalho para começar a pensar no coletivo, no interesse de todos, hoje e no futuro.

Porém, é necessário reconhecer que este tema ainda não está na pauta principal de ações e projetos para muitas empresas. Ainda mais em países “em desenvolvimento” e nos países mais ricos. Várias corporações imaginam sustentabilidade meramente como oneração de custos, com impactos negativos nos resultados finais das empresas. Esta visão está conseguindo ser revertida aos poucos, pois os consumidores estão se mostrando cada vez mais conscientes e isso acarreta uma maior pressão real sobre o mercado, o que reflete sobre as empresas.

Para que ocorra a consolidação global da ideia da Sustentabilidade Empresarial, é necessário que os consumidores se engajem, se unam e promovam uma onda de esclarecimento e de cobrança consciente, tentando sensibilizar os empresários de que realmente chegou ao fim o “lucro pelo lucro”… agora é muito mais importante cuidar do mundo que nos cerca, pela nossa própria sobrevivência.

Em uma conjectura de futuro não tão distante, mas certo, as empresas que não colocarem um olhar criterioso para a comunidade, o cliente, os fornecedores, os próprios colaboradores e, acima de tudo, o meio ambiente, não terão espaço para existir

Cabe a cada um de nós o dever de deixar bem claro, enquanto cidadãos consumidores, que as empresas precisam mudar a sua forma de agir e controlar seus procedimentos produtivos, buscando agir de forma mais sustentável, ou seus produtos não serão mais consumidos, ocasionando perda de mercado.

Pense nisso!

Giorgio Leonel

Giorgio Leonel.

Engenheiro de Produção e Professor.

Idealizador do ideiando.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Nome *
Email *
Site